Loja do Inter


Inter pode se afastar de Porto Alegre até o jogo final do Brasileiro
17/11/2009, 1:19 PM
Arquivado em: 1 | Tags: , , , ,

Fonte: UOL Esporte

O clima de animosidade entre a torcida e o time do Internacional, aliado a uma necessidade de mobilização do grupo, poderá resultar no afastamento do grupo de atletas de Porto Alegre, desta sexta-feira próxima até o jogo final do Campeonato Brasileiro. O fato de os dois próximos jogos serem longe do Beira-Rio, mesmo que com uma distância de uma semana entre um e outro, fez surgir a idéia.

A possibilidade teria sido uma sugestão do treinador Mário Sérgio e a diretoria de futebol no momento estuda formas de viabilizar o projeto. A delegação colorada partiria no sábado, dia 21, pela manhã – ou até mesmo na sexta – para o jogo contra o Atlético-MG, marcado para domingo. Já na segunda-feira o grupo tomaria o rumo de Recife ou outro local de concentração a ser definido, onde permaneceria até a partida contra o Sport, marcada para dia 29.

No total seriam dez dias longe da torcida colorada, que tem pressionado e vaiado os jogadores pela campanha irregular no Campeonato Brasileiro. A justificativa, segundo comissão técnica e dirigentes, é que seria uma forma de unir e mobilizar a equipe do Inter nesta reta final do Brasileirão, na qual o clube ainda tem chances, mesmo que remotas, de brigar pelo título.

Colocado em prática o plano, o time só voltaria a Porto Alegre ara a partida da rodada final do Brasileirão, que será contra o Santo André, no estádio Beira-Rio, dia 6 de dezembro.



Internacional não perde para o Cruzeiro no Beira-Rio desde 2002
08/09/2009, 8:35 PM
Arquivado em: 1 | Tags: , , , , , ,

Fonte: Globoesporte.com

O fator local e a estatística podem ser bons aliados para o Internacional no confronto com o Cruzeiro neste domingo, às 16h (de Brasília), no Beira-Rio. Há sete anos, o time gaúcho não perde para o mineiro em casa, pelo Campeonato Brasileiro. A última derrota foi em 2002, por 1 a 0, com um gol do zagueiro Luisão, hoje no Benfica e na seleção brasileira.

A noite de 13 de novembro de 2002 foi dramática para os colorados. Na penúltima rodada da primeira fase, o time lutava desesperadamente contra o rebaixamento. Vinte e quatro mil torcedores clamavam pela vitória, muitos com faixas de apoio e pedidos de honra à camisa do clube. O Inter atacou de todas as maneiras, mas esbarrou em Gomes. Foi uma atuação espantosa do goleiro, que fez defesas milagrosas e impediu o gol do Inter de todas as formas.

Com o gol de Luisão, o Inter ficou à beira da Segunda Divisão. Precisaria de um milagre para fugir do que seria seu primeiro rebaixamento. Conseguiu sair da zona do descenso na última rodada, com uma vitória sobre o Paysandu, em Belém, por 2 a 0 (gols de Fernando Baiano e Mahicon Librelato), e a ajuda de resultados paralelos.

Esta havia sido a primeira derrota do Inter no confronto desde 1973. Na primeira vez que os dois times se encontraram no Beira-Rio pela principal competição nacional, o Cruzeiro venceu, também por 1 a 0. O gol foi marcado pelo meia Palhinha.

Foram as duas únicas vitórias no Cruzeiro no Beira-Rio em Campeonatos Brasileiros. Neste meio tempo, os times se enfrentaram até em final de campeonato. Em 1975, o Inter conquistou seu primeiro título nacional após a vitória por 1 a 0 sobre o time mineiro, conquistada com gol de Figueroa.



Com gols irregulares, Corinthians derrota o Internacional no Beira-Rio

Fonte: Globoesporte.com

Se o Internacional achava que tinha motivos para reclamar de uma suposta ajuda da arbitragem para o Corinthians, o jogo desta noite serviu para aumentar ainda mais a revolta colorada. Depois do dossiê apresentado pela diretoria do clube gaúcho antes da final da Copa do Brasil, o Timão derrotou o Inter por 2 a 1, nesta quarta-feira, no Beira-Rio, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. Chicão (o árbitro deu gol para Jean) e Jorge Henrique, ambos em impedimento, marcaram para os paulistas. Alecsandro fez para os donos da casa.

Com o tropeço, o Internacional vê o fim da série de três vitórias seguidas e agora soma 33 pontos, na quarta posição, ainda com dois jogos a menos, mas perdendo a chance de colar no líder Palmeiras. Já o Corinthians, que vinha de vitória sobre o Atlético-MG quebrando o jejum de cinco rodadas, sobe para o sexto lugar, com 31.

Na próxima rodada, o Internacional encara o líder Palmeiras, sábado, às 18h30m, no Palestra Itália. O Corinthians recebe o Botafogo, domingo, às 16h, no Pacaembu.

Timão marca com Chicão, mas Alecsandro empata

Quem esperava um Timão retrancado devido aos desfalques se equivocou. Mano Menezes surpreendeu o Internacional ao adiantar as peças no meio de campo, atrapalhando a marcação feita por Sandro e Guiñazu. Logo aos dez minutos, os paulistas abriram o placar. Marcinho cobrou falta pela esquerda, Dentinho tocou de cabeça, Chicão desviou com o pé direito em impedimento (97cm), e a bola tocou na trave. No rebote, em grande confusão na pequena área, o mesmo Chicão empurrou para as redes. O árbitro, porém, deu o gol para Jean.

Apesar de um pouco atrapalhado no setor ofensivo, o Internacional não demorou a responder, sempre forçando pelo lado direito do ataque, nas costas de Marcinho, meia improvisado como lateral-esquerdo. Aos 13 e aos 20, as primeiras chances de empate surgiram em chutes de Marcelo Cordeiro e Alecsandro, respectivamente, ambos parando em defesas tranquilas do jovem goleiro Rafael Santos.

Pela vantagem no placar, o Corinthians passou a jogar nos contra-ataques. Assim, por muito pouco não fez o segundo, aos 26, com Dentinho disparando de fora da área e quase encobrindo o goleiro Lauro. Aos 34, o empate colorado. Giuliano avançou pela direita e cruzou. Em posição legal, Alecsandro subiu por trás de Chicão e testou forte, no canto direito do goleiro alvinegro.

A igualdade, entretanto, não fez o Internacional pressionar em busca da virada ainda na etapa inicial. O Timão corrigiu o problema na marcação na entrada da área e evitou o sufoco. A última boa oportunidade saiu dos pés do corintiano Morais, aos 41, arriscando de longe. Lauro segurou sem dar rebote.

Impedido, Jorge Henrique garante vitória alvinegra

Na volta do intervalo, o Internacional reapareceu mais veloz e ofensivo. Logo aos quatro minutos, o lateral-direito Danilo Silva arrancou, ganhou na velocidade de um marcador e cruzou. A bola ganhou efeito e tocou no travessão. O Corinthians respondeu aos seis. Dentinho bateu de longe, e Lauro segurou. Aos nove, foi a vez de Chicão cobrar falta, e o goleiro pegar.

Empurrado pela torcida, que compareceu em bom número ao Beira-Rio, o Internacional tentou pressionar, mas faltou qualidade na criação diante de um Corinthians bem postado no campo defensivo. Para reforçar o setor de marcação, Mano Menezes sacou Marcinho e promoveu a estreia do zagueiro Paulo André.

O Corinthians, no entanto, levou grande perigo, aos 21 minutos, com Jorge Henrique. Ele soltou a bomba de fora da área e quase acertou o ângulo direito. No minuto seguinte, o Internacional voltou a acertar o travessão, desta vez com Alecsandro desviando de cabeça um cruzamento da esquerda.

Tite tentou dar mais velocidade ao Internacional com a entrada de Marquinhos no lugar de Bolaños. A equipe quase virou o jogo em dois lances pelo alto. Aos 36, Bolívar cabeceou após cobrança de falta, e Rafael Santos pegou. Dois minutos mais tarde, foi a vez de Alecsandro testar por cima.

No contra-ataque, o Corinthians garantiu a vitória. Aos 42 minutos, Dentinho invadiu a área pela direita e chutou cruzado. Bill tentou de letra e furou, mas Jorge Henrique, em impedimento de 42 cm, tocou para a meta.



Atrasado, Andrezinho admite erro: ‘Se a direção me punir, vou acatar’
14/08/2009, 11:27 AM
Arquivado em: 1 | Tags: , , , , , ,

Fonte: Globoesporte.com

O treino desta quinta estava marcado para as 15h30m, e os jogadores do Internacional precisam chegar antes para se fardarem, mas Andrezinho só apareceu no Beira-Rio às 17h50m, quando a atividade já estava se encerrando no gramado suplementar. O meia havia sido liberado pela direção para resolver problemas particulares fora de Porto Alegre e acabou perdendo o voo de volta. Apesar do imprevisto, Andrezinho admite o erro:

— Tendo justificativa ou não, eu estou errado. Cheguei atrasado. Mas a direção ainda não falou comigo sobre algum tipo de punição. Eu cheguei aqui, o professor estava me esperando para realizar o treino.

Andrezinho fez trabalhos físicos dentro do vestiário — esteira e musculação, sob o comando do preparador físico Fábio Mahseredjian. O meia ainda não conversou com o técnico Tite ou com a diretoria sobre o ocorrido.

— Se a direção achar que deve me punir, vou acatar a decisão. O importante mesmo é não perder o foco dentro de campo — afirmou o jogador.



Delegação colorada chega à tarde a Porto Alegre
07/08/2009, 11:35 AM
Arquivado em: 1 | Tags: , , , ,

Fonte: Globoesporte.com

O Inter volta nesta sexta-feira para casa depois da conquista da Copa Suruga no Japão. A chegada da delegação colorada a Porto Alegre após 40 horas de viagem está prevista para as 14h15m. Os 17 jogadores que foram ao Oriente ganharão o restante do dia para descansar.

O retorno aos treinamentos é na tarde de sábado. Há novas atividades previstas para domingo. Na segunda-feira, o Colorado recebe o Sport pelo Campeonato Brasileiro. Jogadores que não participaram da viagem, como o meia D’Alessandro, podem voltar ao time.

Antes da chegada da delegação colorada, quem deve desembarcar em Porto Alegre é o atacante Edu. O jogador, contratado pelo Inter, embarcou para o Brasil na quinta-feira – saído da Espanha, onde defendia o Betis. O jogador tem chegada prevista ao Rio Grande do Sul para a manhã desta sexta.




Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.