Loja do Inter


Com gols irregulares, Corinthians derrota o Internacional no Beira-Rio

Fonte: Globoesporte.com

Se o Internacional achava que tinha motivos para reclamar de uma suposta ajuda da arbitragem para o Corinthians, o jogo desta noite serviu para aumentar ainda mais a revolta colorada. Depois do dossiê apresentado pela diretoria do clube gaúcho antes da final da Copa do Brasil, o Timão derrotou o Inter por 2 a 1, nesta quarta-feira, no Beira-Rio, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. Chicão (o árbitro deu gol para Jean) e Jorge Henrique, ambos em impedimento, marcaram para os paulistas. Alecsandro fez para os donos da casa.

Com o tropeço, o Internacional vê o fim da série de três vitórias seguidas e agora soma 33 pontos, na quarta posição, ainda com dois jogos a menos, mas perdendo a chance de colar no líder Palmeiras. Já o Corinthians, que vinha de vitória sobre o Atlético-MG quebrando o jejum de cinco rodadas, sobe para o sexto lugar, com 31.

Na próxima rodada, o Internacional encara o líder Palmeiras, sábado, às 18h30m, no Palestra Itália. O Corinthians recebe o Botafogo, domingo, às 16h, no Pacaembu.

Timão marca com Chicão, mas Alecsandro empata

Quem esperava um Timão retrancado devido aos desfalques se equivocou. Mano Menezes surpreendeu o Internacional ao adiantar as peças no meio de campo, atrapalhando a marcação feita por Sandro e Guiñazu. Logo aos dez minutos, os paulistas abriram o placar. Marcinho cobrou falta pela esquerda, Dentinho tocou de cabeça, Chicão desviou com o pé direito em impedimento (97cm), e a bola tocou na trave. No rebote, em grande confusão na pequena área, o mesmo Chicão empurrou para as redes. O árbitro, porém, deu o gol para Jean.

Apesar de um pouco atrapalhado no setor ofensivo, o Internacional não demorou a responder, sempre forçando pelo lado direito do ataque, nas costas de Marcinho, meia improvisado como lateral-esquerdo. Aos 13 e aos 20, as primeiras chances de empate surgiram em chutes de Marcelo Cordeiro e Alecsandro, respectivamente, ambos parando em defesas tranquilas do jovem goleiro Rafael Santos.

Pela vantagem no placar, o Corinthians passou a jogar nos contra-ataques. Assim, por muito pouco não fez o segundo, aos 26, com Dentinho disparando de fora da área e quase encobrindo o goleiro Lauro. Aos 34, o empate colorado. Giuliano avançou pela direita e cruzou. Em posição legal, Alecsandro subiu por trás de Chicão e testou forte, no canto direito do goleiro alvinegro.

A igualdade, entretanto, não fez o Internacional pressionar em busca da virada ainda na etapa inicial. O Timão corrigiu o problema na marcação na entrada da área e evitou o sufoco. A última boa oportunidade saiu dos pés do corintiano Morais, aos 41, arriscando de longe. Lauro segurou sem dar rebote.

Impedido, Jorge Henrique garante vitória alvinegra

Na volta do intervalo, o Internacional reapareceu mais veloz e ofensivo. Logo aos quatro minutos, o lateral-direito Danilo Silva arrancou, ganhou na velocidade de um marcador e cruzou. A bola ganhou efeito e tocou no travessão. O Corinthians respondeu aos seis. Dentinho bateu de longe, e Lauro segurou. Aos nove, foi a vez de Chicão cobrar falta, e o goleiro pegar.

Empurrado pela torcida, que compareceu em bom número ao Beira-Rio, o Internacional tentou pressionar, mas faltou qualidade na criação diante de um Corinthians bem postado no campo defensivo. Para reforçar o setor de marcação, Mano Menezes sacou Marcinho e promoveu a estreia do zagueiro Paulo André.

O Corinthians, no entanto, levou grande perigo, aos 21 minutos, com Jorge Henrique. Ele soltou a bomba de fora da área e quase acertou o ângulo direito. No minuto seguinte, o Internacional voltou a acertar o travessão, desta vez com Alecsandro desviando de cabeça um cruzamento da esquerda.

Tite tentou dar mais velocidade ao Internacional com a entrada de Marquinhos no lugar de Bolaños. A equipe quase virou o jogo em dois lances pelo alto. Aos 36, Bolívar cabeceou após cobrança de falta, e Rafael Santos pegou. Dois minutos mais tarde, foi a vez de Alecsandro testar por cima.

No contra-ataque, o Corinthians garantiu a vitória. Aos 42 minutos, Dentinho invadiu a área pela direita e chutou cruzado. Bill tentou de letra e furou, mas Jorge Henrique, em impedimento de 42 cm, tocou para a meta.


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: