Loja do Inter


Em jogo cheio de emoção, Peixe e Inter empatam por 3 a 3 na Vila
27/08/2009, 12:48 PM
Filed under: 1 | Tags: , , , , , , , ,

Fonte: Globoesporte.com

Um jogo disputado em ritmo alucinante, com defesas vacilantes e ataques afiados, expulsões. Santos e Internacional empataram por 3 a 3, nesta quarta-feira, na Vila Belmiro, mas se fosse 4 a 4 ou 5 a 5 não seria nenhum exagero. Foi o primeiro ponto conquistado pelo Colorado na Vila Belmiro em Campeonatos Brasileiros. Até então, os dois times haviam disputado nove jogos no estádio alvinegro, todos com vitória santista. Alecsandro marcou os três gols da equipe gaúcha. Kléber Pereira (dois) e Madson fizeram os do Peixe.

O jogo valeu pela 16ª rodada. Ele foi remarcado porque no início do mês o Internacional disputou um torneio no Japão e perdeu duas rodadas da competição nacional.

O Inter, agora, tem 34 pontos e está em quarto lugar. Já o Santos vê naufragar os planos do técnico Vanderlei Luxemburgo. O treinador falava na necessidade de conquistar todos os pontos possíveis em casa. Agora, o Alvinegro está em 10º lugar, com 29 pontos.

O Santos volta a campo no próximo domingo para enfrentar o Fluminense, às 16h (horário de Brasília), na Vila Belmiro. Já o Internacional, no mesmo dia, só que às 18h30m, recebe o Goiás no Beira-Rio.

Defesas falham, e atacantes se aproveitam

O Inter começou em cima, enlouquecendo a zaga santista com rápidos deslocamentos. No entanto, foi o Santos quem saiu na frente. Isso porque o miolo de zaga colorada batia cabeça só de ver os santistas vindo para cima. Foi o que aconteceu aos 13 minutos, quando Bolívar, acuado, tentou recuar para Lauro, de cabeça. O toque saiu fraco, Madson ganhou na corrida e tocou na saída do goleiro.

Atordoados, os gaúchos sofreram uma pane após o primeiro gol e não esboçaram reação quando, aos 15, Kléber Pereira deu um corte em Daniel e mandou uma bomba de pé esquerdo, estufando as redes de Lauro. Dava a impressão de que o Peixe golearia. Madson perdeu grande chance, aos 18, quando entrou pela direita, às costas de Kléber, e tentou encobrir Lauro com um toque sutil. Mas o goleiro conseguiu fazer a defesa.

Embora parecesse, o Inter não estava morto. Muito pelo contrário. Se a defesa gaúcha não é lá essas coisas, o ataque é perigosíssimo. Assim como o Peixe, o Colorado também armou uma blitz e, em dois minutos, empatou a partida. Aos 24, Taison fez uma bela jogada pela esquerda, como um autêntico ponta, e cruzou rasteiro para Alecsandro, que entrava livre pelo meio, apenas empurrar para o gol. Aos 26, falta pela esquerda. Kléber, que os santistas conhecem muito bem, cruzou na cabeça de Alecsandro com uma precisão impressionante. O atacante subiu sem ser importunado pela defesa adversária e igualou o placar.

Empolgado com o empate, o Colorado se mandou ao ataque, mas deixando perigosos espaços pelo meio. Por ali, o Peixe criava chances nos contra-ataques. Paulo Henrique Ganso assustou Lauro com dois tiros de fora da área. Ambos passaram muito perto do travessão.

Inter vira, e Peixe empata

Se no primeiro tempo a zaga do Inter começou vacilando, no segundo foi a defesa do Peixe que dormiu. Logo aos cinco minutos, o time da casa levou a virada. Após uma dividida entre Germano e Daniel, os santistas pararam reclamando falta. O juiz não deu apenas lateral. Na sequência, Andrezinho achou Alecsandro livre pelo lado esquerdo. Os santistas, que ainda reclamavam a falta, pararam pedindo impedimento, mas Eli Sabiá dava condições. O atacante colorado marcou seu terceiro gol no jogo com um toque colocado por cima de Felipe.

O Santos não sentiu o baque e partiu para cima do Internacional. Aos 14 minutos, George Lucas cruzou com precisão da direita. Kléber Pereira apareceu livre pelo meio da defesa colorada e cabeceou colocado, encobrindo Lauro.

O jogo se tornou nervoso. O Peixe pressionava em busca da vitória, e o Inter se segurava. O técnico Tite, do Colorado, trancou o seu time: tirou seus três jogadores mais criativos, Andrezinho, Giuliano e Alecsandro, para as entradas de Marcelo Cordeiro, Danny Morais e Magrão, todos de marcação. Virou jogo de ataque contra defesa, com o Santos em cima, e o Inter se segurando. Aos 33, Kléber Pereira e Sorondo trocaram empurrões e receberam o cartão vermelho.

A medida que o jogo se aproximava do fim, a pressão santista foi aumentando, mas faltou aos alvinegros acertar as finalizações. Aos 44, um lance polêmico. Neyamr tentou o cruzamento e a bola bateu na mão de Sandro. A Vila Belmiro reclamou pênalti, mas o árbitro Luiz Antônio Silva Santos ignorou.

Aos 48, o Inter ainda perdeu o lateral-direito Daniel, expulso. Mas era tarde demais para os santistas. Com o apito final, os colorados puderam respirar aliviados.

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: