Loja do Inter


Inter perde para o Cruzeiro, mas segue a um ponto do líder

Fonte: Site Oficial

O Internacional foi derrotado por 3 a 2 pelo Cruzeiro, de virada, na tarde deste domingo, no Beira-Rio, pela 24ª rodada do Brasileirão. Alecsandro abriu o placar para o time colorado. Gilberto marcou duas vezes e virou para a equipe mineira. O Inter ainda buscou o empate, com Andrezinho, mas Tiago Ribeirou marcou o gol da vitória para o Cruzeiro. Apesar da derrota, o Inter segue na vice-liderança, a um ponto do líder Palmeiras (44 contra 43).

O Beira-Rio recebeu uma grande púbico para o clássico do futebol brasileiro. Quase 40 mil vieram ao Gigante. Em campo, o time colorado ganhou o reforço do volante Sandro, quevoltou à equipe depois de estar com a Seleção Brasileira, em jogos válidos pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. Na zaga, Sorondo ocupou a vaga de Indio, expulso na rodada anterior. Na lateral-direita, Danilo ganhou uma chance no lugar de Bolívar, também expulso contra o Avaí.

Quando a partida começou, foi o Cruzeiro que chegou com perigo pela primeira vez. Logo a 1min, Tiago Ribeiro recebeu livre na área e chutou para defesa sensacional de Lauro. Um susto no comecinho do jogo! Aos 3min, Tiago Ribeiro foi à linha de fundo, pela direita, e cruzou para Fabrício cabecear por cima. Aos 6min, após bola lançada para Soares, Guiñazu deu um carrinho preciso e desarmou o ataque cruzeirense. A torcida aplaudiu a determinação do capitão colorado.

O Inter respondeu à pressão inicial do Cruzeiro aos 7min: D´Alessandro foi à linha de fundo e cruzou para Alecsandro cabecear no cantinho e Fábio fazer defesa sensacional. Aos 10min, depois de boa troca de passes, D´Alessandro encontrou Taison entrando pela esquerda nas próximidades da área. O garoto chutou rasteiro no canto e Fábio defendeu.

dois times buscavam o ataque em alta velocidade. Porém, o gramado encharcado dificultava muito o equilíbrio dos jogadores dos dois times. Muitos escorregões aconteceram ao longo da partida. Aos 15min, Kléber cruzou para Alecsandro e Fábio salvou em grande saída de gol. Aos 18min, Taison entrou na área e foi derrubado por Eli Carlos. Pênalti claro não marcado pelo juiz catarinense Paulo Henrique Bezerra. Um absurdo! O Inter pressionava, e bola parada de Kléber era uma arma. Aos 21min, o lateral cobrou falta da intermediária e alçou para a área, onde Fabiano Eller apareceu para cabecear a bola na trave.

A equipe colorada estava melhor na partida. Aos 27min, Magrão foi derrubado por Leonardo Silva no lado direito da área. Pênalti agora sim bem marcado pelo juiz. Alecsandro cobrou no canrinho direito, raspando a trave, e abriu o placar no Beira-Rio. Foi o 11º gol de Alecsandro no Brasileirão, vice-goleador do campeonato, apenas um gol atrás de Adriano, do Flamengo. Foi também o 23º gol de Alecsandro em 49 partidas com a camisa colorada.

Com a desvantagem, o Cruzeiro lançou-se ao ataque. Aos 34min, Fabrício arriscou da intermediária ao lado do gol. Aos 35min, Tiago Ribeiro foi derrubado por Guiñazu. Pênalti para o Cruzeiro. Gilberto cobrou no canto e empatou: 1 a 1.

Aos 38min, grande contra-ataque do Inter: Alecsandro deu ótimo lançamento para Taison, que entrou na área e chutou, mas a bola tocou em Leonardo Silva e foi para escanteio. Aos 40min, Alecsandro recebeu na área, driblou duas vezes o zagueiro e chutou no corpo do marcador, quase o gol colorado. Um minuto depois, Danilo ergueu para Alecsandro, livre na área, mas o juiz marcou impedimento. Foi o último lance importante da etapa inicial.

Os dois times voltaram sem modificações para a etapa final. Aos 30seg, Taison deu grande passe para Sandro, que entrou livre e chutou para defesa salvadora de Fábio. A resposta do Cruzeiro veio logo em seguida. Aos 2min, Henrique recebeu livre na área e chutou de primeira para defesa de Lauro. O jogo seguia em ritmo alucinante. Aos 7min, D´Alessandro lançou para Taison, Fábio saiu do gol, a bola passou por ele, e Taison tocou para Alecsandro chutar por cima. Grande chance desperdiçada.

Aos 8min, um duro golpe: após bola cruzada da direita, Gilberto cabeceou livre para fazer o segundo gol do Cruzeiro. No minuto seguinte, quase que a equipe mineira ampliou. Tiago Ribeiro cruzou para a área, Gilberto recebeu e girou com perigo por cima. Aos 11min, D´Alessandro chutou da entrada da área para defesa de Fábio. Aos 14min, Andrezinho entrou no lugar de Sandro. Aos 17min, foi a vez de Edu entrar no lugar de Taison.

O Inter sentiu o segundo gol e passou a ter dificuldades para criar na frente. Aos 23min, Magrão deu grande lançamento para Danilo, que cruzou e Edu cabeceou com perigo ao lado do gol. O Cruzeiro era perigoso nos contra-ataques. Aos 25min, Diego Renan cruzou para Gilberto, que recebeu livre e chutou para defesa espetacular de Lauro.

Aos 29min, o Inter teve uma falta próxima à área ao seu favor. Andrezinho cobrou com grande precisão e acertou o cantinho direito de Fábio: 2 a 2. Foi o quarto gol do meia-atacante no Brasileirão e o seu 19º pelo Inter. Mas o time colorado mal teve tempo para comemorar. Aos 31min, após bola chutada da direita, Lauro defendeu parcialmente, mas Tiago Ribeiro concluiu para fazer o 3 a 2.

O Inter tentava pressionar em busca do empate. Aos 36min, Marquinhos entrou no lugar de Magrão para reforçar o ataque. O jogo ficou dramático nos minutos finais. O Inter se atirou para o ataque, mas deixou muitos espaços e sofria com os constantes contra-ataques. Aos 44min, D´Alessandro chutou forte de fora da área e o goleiro Fábio defendeu. O time colorado ainda teve um escanteio, já nos acréscimos, e até mesmo Lauro foi para a área tentar o gol. Mas o Cruzeiro se fechou bem e garantiu a vitória.

“Temos que esquecer esse jogo e pensar no próximo”, disse Marquinhos.

“Eles aproveitaram os momentos chaves do jogo para fazer os gols”, lamentou Sorondo.

“Assim é o futebol, ainda falta muito”, afirmou Guiñazu.

“Cedemos o contra-ataque para eles, que foi fatal para nós. Seguimos vivos, apesar disso”, analisou o zagueiro Fabiano Eller.

“Faltou mais calma. Demos muitas oportunidades para o Cruzeiro”, disse Andrezinho.

“O Cruzeiro teve mais qualidade nas finalizações. Foi um jogo no qual os sistemas ofensivos levaram vantagem sobre as defesas. Não conseguimos manter o equilíbrio das últimas partidas”, avaliou o técnico Tite.


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: