Loja do Inter


Inter goleia Deportivo Quito e está nas oitavas da Libertadores 2010
23/04/2010, 1:36 PM
Filed under: 1 | Tags: ,

Fonte: Internacional.com.br

Foi uma noite de grande futebol do Inter. O time colorado garantiu a vaga na próxima fase da maior competição do continente com tranquilidade, ao natural. O primeiro lugar do Grupo 5 também foi assegurado. O Inter fechou a fase classificatória de forma invicta, com 12 pontos, dois à frente do Deportivo, o segundo colocado. Foram três vitórias e três empates, com oito gols marcados e apenas dois sofridos.

O Banfield, da Argentina, será o adversário na próxima fase. O jogo de ida será fora de casa, na próxima quarta-feira (28/4), e a partida de volta, no Beira-Rio, está marcada para 5 de maio.

Andrezinho, a novidade

O técnico Jorge Fossati escalou o time no esquema 4-4-2. Andrezinho ganhou uma chance no meio-campo desde o início da partida, com Giuliano começando no banco.O Inter foi a campo com Abbondanzieri; Nei, Bolívar, Sorondo e Kleber; Sandro, Andrezinho, Guiñazu e D´Alessandro; Walter e Alecsandro.

Gol logo na largada

O começo da partida não poderia ser melhor para o Inter. Logo aos 3min, após cobrança curta de escanteio, D´Alessandro achou Andrezinho (foto ao lado) ao lado da área. O meia carregou a bola até dentro da área e chutou de pé esquerdo cruzado no ângulo, um gol antológico. O Inter largava cedo na frente no placar na busca pela classificação. Foi o 22º gol de Andrezinho pelo time colorado.

Apesar da vantagem, o Inter não arrefeceu o seu ímpeto. Aos 7min, Andrezinho recebeu bom passe na área e chutou forte ao lado do gol. A torcida aplaudiu a iniciativa do meia-atacante. Aos 12min, D´Alessandro cobrou falta para Bolívar, na área, que cabeceou ao lado do gol.

Era uma pressão que sufocava o adversário. Aos 17min, Andrezinho deu belo passe para Nei, que entrou na área e chutou de pé esquerdo para defesa de Ibarra. No rebote, o mesmo Nei conseguiu evitar que a bola saísse e cruzou para a pequena área até Alecsandro, mas a zaga afastou.

Deportivo dominado

Os equatorianos haviam escalado três atacantes, o que podia dar mais força ofensiva, mas nos minutos iniciais esta postura acabou deixando espaços para o toque de bola colorado no meio-campo. O goleiro Pato Abbondanzieri demorou para trabalhar na partida, afinal, não era exigido. Aos 23min, o Deportivo Quito ensaiou um lance perigoso. A bola foi cruzada para a área do Inter e Kleber cortou de cabeça em movimento fundamental. Se não fosse a intervenção precisa do lateral, a bola sobraria para o jogador equatoriano na pequena área. Pato fez sua primeira defesa somente aos 32min, quando afastou de soco um cruzamento da direita. No rebote, espalmou um forte chute para escanteio.

Um é pouco

A equipe de Quito seguia sendo ameaçada a todo momento. O Inter queria o segundo gol. Aos 25min, Walter fez boa jogada pela esquerda, enganou o marcador e cruzou para Alecsandro, que, por pouco, não alcançou na área, de cabeça. Três minutos depois, D´Alessandro arrancou pela ponta-esquerda e cruzou com precisão para Alecsandro cabecear ao lado do gol, com perigo. Quase o segundo gol colorado.

Aos 35min, Nei cobrou lateral com rapidez e achou Walter, livre, na ponta-direita. O atacante cruzou para Alecsandro, que chutou no corpo do goleiro. Aos 42min, Walter cruzou da direita para Alecsandro se antecipar e cabecear com muito perigo. Aos 44min, um susto: após bate-rebate na área colorada, a bola sobrou para Pirchio cabecear na rede pelo lado de fora. No minuto seguinte, Andrezinho fez belo lançamento para Alecsandro cabecear e o goleiro defender.

Contra-ataque vira a arma colorada

O Inter voltou com a mesma formação para a etapa final. Já o Deportivo teve mudanças: saíram Esterilla e Pirchio para as entradas de Castro e Donoso. Logo aos 35seg, Arroyo chutou forte de fora da área e Pato defendeu em dois tempos. Aos 6min, Saritama chutou de fora da área e Abbondanzieri defendeu bem.

O time equatoriano voltou com mais presença ofensiva. O Inter tirou proveito em efetivos contra-ataques. Aos 8min, Kleber recebeu na área e deu uma bomba para defesa sensacional de Ibarra para escanteio. No lance seguinte, Nei arriscou da intermediária um chutaço com efeito e a bola saiu ao lado. Aos 13min, Arroyo fez boa jogada pela intermediária e chutou rasteiro ao lado com perigo.

Bolívar faz 2 a 0

O Inter ampliou o placar aos 15min, agarrando de forma definitiva a classificação às oitavas-de-final. Kleber fez grande jogada pela esquerda e cruzou na medida para Bolívar desviar de cabeça no cantinho: 2 a 0. Bolívar marcou o seu sétimo gol com a camisa colorada, o terceiro no ano.

O segundo gol veio na hora certa, quando os equatorianos ameaçavam mais. Um gol de alívio. Aos 19min, Andrezinho deu grande cruzamento para D´Alessandro, na área. O argentino matou a bola e deu uma bomba no alto, na rede pelo lado de fora.

Show de disposição

Aos 21min, o atacante Walter deixou o campo lesionado e foi substituído por Edu. Aos 32min, D´Alessandro recebeu na área e chutou forte para defesa de Ibarra. Aos 34min, Sandro cruzou da direita e Edu cabeceou para baixo. A bola tocou no solo e o goleiro defendeu com dificuldades. Aos 35min, Fabiano Eller entrou no lugar de Kleber. O jogo aproximava-se do final e o Inter esbanjava saúde, marcando forte e se movimentando com intensidade. Aos 39min, Andrezinho tocou em D´Alessandro que matou a bola e chutou rasteiro para defesa de Ibarra. Aos 40min, Giuliano foi para o jogo no lugar de Andrezinho, muito aplaudido na saída de campo. Aos 43min, Edu dividiu com o goleiro equatoriano e o árbitro paraguaio Carlos Amarilla absurdamente expulsou o atacante colorado.

Havia tempo para mais um

No apagar das luzes, aos 47min, o Inter fez 3 a 0 sobre o Deportivo. Giuliano fez jogada pessoal no interior da área e soltou uma paulada com o pé esquerdo. A bola acertou o ângulo, um golaço! Ato contínuo, o juiz apitou o final da partida e a torcida deixou o Gigante comemorando muito a classificação às oitavas-de-final e o primeiro lugar do grupo. O adversário na próxima fase será o Banfield, atual campeão da Argentina. O primeiro jogo será na próxima quarta-feira (28/4), em Bafield, periferia ao sul de Buenos Aires. O Inter decidirá a vaga às quartas-de-final em casa, no dia 5 de maio.

“Este foi o gol mais bonito pelo Inter. Agora temos que nos concentrar no Banfield, que é um grande time argentino”, disse o meia Andrezinho sobre o seu gol diante do Deportivo Quito.

“Agora são só jogos decisivos. Acho que o time está sendo consciente disso e está botando pra fora todo o futebol que conhece”, disse o zagueiro Sorondo.

“O time jogou bem e todo mundo está de parabéns. Não tem jogo na Libertadores fácil. Agora que começou o mata-mata, é uma final atrás da outra”, projetou Walter.

“O Inter jogou bem e se impôs com méritos. Agora é procurar chegar bem no próximo confronto da Libertadores, que vai ser bem difícil. A equipe não teve mudanças importantes. Simplesmente foi continuar trabalhando e a equipe ir se acertando. A grande diferença do jogo é que a gente começou vencendo, o que dá uma tranquilidade maior”, disse o técnico Jorge Fossati

“Estou muito feliz. Estamos crescendo no momento da decisão. Isto é muito importante. Fizemos os gols e não demos chances ao adversário. Este crescimento se reflete para tudo”, disse o vice-presidente de futebol, Fernando Carvalho.


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: