Loja do Inter


Em vantagem, Internacional encara o Estudiantes
19/05/2010, 8:49 PM
Filed under: Sem categoria | Tags: ,

Fonte: Lance!

Basta um empate contra o Estudiantes, na noite desta quinta-feira, na Argentina, para o Internacional se classificar para a semifinal da Libertadores. No primeiro confronto, semana passada, no Beira-Rio, o Colorado venceu por 1 a 0. O jogo será realizado no acanhado estádio do Quilmes, na cidade homônima da Grande Buenos Aires, já que o de La Plata passa por reformas.

Pragmático, o técnico Jorge Fossati deve mesmo fazer uso da vantagem, se for fiel ao que fez até agora. Em três dos quatro jogos como visitante, ele reforçou a defesa com um terceiro zagueiro – a exceção foi contra o Cerro, em Rivera (URU). Fabiano Eller está cotado para entrar ao lado de Sorondo e Bolívar. O sacrificado seria o atacante Walter.

Os jogadores estão divididos. Há os que pensam como o zagueiro Sorondo, o autor do gol do primeiro confronto, e pedem “cautela máxima”. E os que falam como o volante Sandro, para quem “a derrota vai vir se entrarmos pensando em empatar”.

A última experiência no 3-6-1 não deixou boas lembranças. Armado assim, contra o Banfield, nas oitavas de final, o Colorado perdeu de 3 a 1. Mas Fossati lembra que, antes de ficar com 10 homens (Kleber foi expulso), o placar era de 1 a 1. Depois, no Beira-Rio, veio a reversão, com a vitória por 2 a 0.

Na verdade, os dois times apenas inverterão os procedimentos. Na semana passada, em Porto Alegre, foi o Estudiantes que atuou apenas com um atacante, Boselli. O Inter, no 4-4-2, pressionou muito, e foi premiado com um gol aos 42 do segundo tempo. Dessa vez, o técnico Sabella tirará um zagueiro e colocará o atacante “Gata” Fernández ao lado de Boselli, enquanto Fossati planeja deixar Alecsandro sem companhia na frente.

Para caso de necessidade, o treinador uruguaio deverá ter no banco o atacante Walter – autor de dois gols na virada de 3 a 2 sobre o Goiás, domingo – e o meia Giuliano, outro destaque daquela partida. Como a escalação não está confirmada, há quem aposte que pelo menos um dos dois poderá começar jogando nesta quinta.

O Inter tem bom retrospecto contra o Estudiantes. Na final da Copa Sul-Americana de 2008, quando era treinado por Tite, o Colorado venceu em La Plata por 1 a 0 (com gol de Alex, de pênalti) mesmo atuando com dez homens por 75 minutos – Guiñazu foi injustamente expulso, numa simulação de Verón. O título foi comemorado no Beira-Rio com um empate em 1 a 1, alcançado na prorrogação com gol de Nilmar.

Nesta Libertadores, o time de Fossati venceu seus cinco jogos em casa. Mas ainda não conseguiu vitória como visitante – foram empates com Deportivo Quito, Emelec e Cerro e derrota para o Banfield.

A torcida no Centenário fica quase junto ao gramado, e este é pequeno e irregular. Mas o goleiro Abbondanzieri, que já atuou ali com o Boca muitas vezes, minimizou os problemas:

– O campo não é dos melhores, de fato, mas dá para jogar. Não servirá de desculpa para uma eventual derrota.


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: